Skip to content

Uma entrada mais longa

24/02/2008

«Foi a percepção de que raramente as empreitadas não derrapam e a vontade de criar um modelo que permita calcular com maior exactidão os custos reais que levou o engenheiro António Flor a fazer incidir a sua tese de doutoramento sobre esta matéria. Para o seu trabalho, socorreu-se de auditorias do Tribunal de Contas a 73 obras públicas – desde o Metropolitano de Lisboa aos estádios do Euro/2004. Do conjunto de empreitadas estudadas, verificou-se que 69 custaram mais do que o previsto, sendo que a dimensão do desvio varia entre 7% e 243%. Ou seja, em média, as obras públicas custam mais 102% do que o previsto. A ordem de grandeza é relevante, se se tiver em conta que os contratos públicos (empreitadas e aquisições de bens e serviços) representam cerca de 14% do Produto Interno Bruto (indicador da riqueza produzida pelo país).»

Teste jcd

E com imagem
A nova bandeira do kosovo é uma péssima escolha. Não falo dos critérios estéticos, mas sim da opção de representar o território como símbolo nacional. É que há um pequenino problema. Tal como eles, legitimamente, entenderam quebrar a unidade territorial de um estado, não se deverão surpreender se, a curto ou médio prazo, as comunidades sérvias do kosovo, também legitimamente, resolverem separar-se deles e unirem-se á Servia.

Vão andar a mudar a bandeira consoante as circunstâncias ou pretenderão vir a reclamar a unidade do seu território, independentemente da vontade das suas populações? Não deixaria de ser irónico…..

Anúncios
No comments yet

Blasfeme Aqui:

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s