Skip to content

Sócrates, o observador

11/04/2013
by

Sócrates, enquanto observador das eleições venezuelanas, deverá estar muito atento a uma das práticas mais usadas por lá para ganhar eleições, o uso de bens públicos para comprar votos. Deve ter especial atenção à compra de votos através da distribuição de uns computadores para crianças chamado “Canaíma”. Sugiro ainda que Sócrates coloque como condição para ser observador a integração numa missão internacional que seja reconhecida como independente tanto pelo governo como pela oposição venezuelana.

Anúncios

Salários Milionários

11/04/2013
by

A família Soares dos Santos ganhou 2,6 milhões de euros em 2012, refere o jornal “Correio da Manhã”.

Esse valor é alcançado com o ordenado de apenas três elementos da administração do grupo Jerónimo Martins: o pai Alexandre Soares dos Santos e os dois filhos, Pedro Soares dos Santos e José Soares dos Santos.

O mais bem pago é Pedro Soares dos Santos que desempenha funções de administrador-delegado. O filho de Sores dos Santos aufere um salário de 1,2 milhões de euros, entre remunerações fixa e variáveis.

O irmão, José Soares dos Santos, administrador executivo, recebeu mais de 751 mil euros. Já o pai dos dois administradores ganhou no ano passado 689 mil euros.

Além dos ordenados, a família que detém o grupo Jerónimo Martins vai receber no dia 8 de Maio mais 104 milhões de euros em dividendos, o que representa um aumento de 7,3% em relação ao que recebeu em 2011.

Além da família, também os vogais do conselho de administração do grupo, António Borges e Luís Palha da Silva, receberam valores elevados pelo trabalho desempenhado. O primeiro ganhou 50 mil euros e o segundo recebeu 96 mil euros.

Exemplos

24/02/2008

Uma entrada com citação

– desde o Metropolitano  de Lisboa aos estádios do Euro/2004. Do conjunto de empreitadas estudadas, verificou-se que 69 custaram mais do que o previsto, sendo que a dimensão do desvio varia entre 7% e 243%. Ou seja, em média, as obras públicas custam mais 102% do que o previsto. A ordem de grandeza é relevante, se se tiver em conta que os contratos públicos

E porque não? Porque não?

E com uma lista

  • lista 1
  • elemneto 2

Cortada a meio Ver entrada completa

Uma entrada mais longa

24/02/2008

«Foi a percepção de que raramente as empreitadas não derrapam e a vontade de criar um modelo que permita calcular com maior exactidão os custos reais que levou o engenheiro António Flor a fazer incidir a sua tese de doutoramento sobre esta matéria. Para o seu trabalho, socorreu-se de auditorias do Tribunal de Contas a 73 obras públicas – desde o Metropolitano de Lisboa aos estádios do Euro/2004. Do conjunto de empreitadas estudadas, verificou-se que 69 custaram mais do que o previsto, sendo que a dimensão do desvio varia entre 7% e 243%. Ou seja, em média, as obras públicas custam mais 102% do que o previsto. A ordem de grandeza é relevante, se se tiver em conta que os contratos públicos (empreitadas e aquisições de bens e serviços) representam cerca de 14% do Produto Interno Bruto (indicador da riqueza produzida pelo país).»

Teste jcd

E com imagem
A nova bandeira do kosovo é uma péssima escolha. Não falo dos critérios estéticos, mas sim da opção de representar o território como símbolo nacional. É que há um pequenino problema. Tal como eles, legitimamente, entenderam quebrar a unidade territorial de um estado, não se deverão surpreender se, a curto ou médio prazo, as comunidades sérvias do kosovo, também legitimamente, resolverem separar-se deles e unirem-se á Servia.

Vão andar a mudar a bandeira consoante as circunstâncias ou pretenderão vir a reclamar a unidade do seu território, independentemente da vontade das suas populações? Não deixaria de ser irónico…..

Uma entrada curta

24/02/2008

Citando o Gabriel:Estavam uns professores a manifestar-se  no Porto, quando a polícia, de livrinho na mão, surge a «identificar» algumas pessoas. Motivo: «Ninguém avisou o Governo civil…». Coisa mais sem sentido. Óbvia  intimidação. Em dose dupla: a polícia «identificou» apenas os 3 professores que falaram para a câmara da televisão. A ver se para a próxima não andam a dizer mal do governo…

Hello world!

30/01/2008

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!